quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

Ayrton Senna Conhece a Embraer

Jornal Bandeirante, 18 a 24 de dezembro 1992

Em visita rápida à Embraer, Senna conhece de perto a avançada tecnologia dos aviões 

O tricampeão de Fórmula 1, Ayrton Senna, esteve, na Embraer, na última quarta-feira, 16 de dezembro, para uma "visita à mineira", assim definida pelo piloto, que além de sua reconhecida paixão pelos carros, também cultiva interesse por todo e qualquer tipo de tecnologia avançada. Na Embraer, acompanhado do Diretor Técnico, Horácio Aragonês Forjaz e do Diretor de Produção, Juarez de Siqueira Britto Wanderley, Senna conheceu de perto a Seção de CAD-CAM, os "rigs" eletrônicos do AMX e do CBA-123, além das áreas de materiais compostos e usinagem. Na equipe do piloto, estavam o irmão Leonardo Senna e Octavio Guazelli, da Tetra Fórmula 1. 

Segundo o Diretor Técnico, Horácio Forjaz, há uma proximidade entre os carros de fórmula 1 e as aeronaves. São produtos diferentes na forma, mas bastante parecidos quanto às necessidades. A Embraer já estudou a possibilidade de ensaios em carros de fórmula 1. Há condições de adaptabilidade. A necessidade de parâmetros, informações, são alguns dos fatores de aproximação tecnológica entre essas máquinas explica Horácio. 

Confirmando a tese do Diretor Técnico, Ayrton Senna procurou em sua visita à Embraer se inteirar dessa avançada tecnologia empregada nas aeronaves. Ouviu atentamente a explicação dos técnicos, checou pessoalmente alguns procedimentos e deixou aqui suas impressões sobre o potencial da Empresa. 


"Conheci outras indústrias aeronáuticas e fica difícil estabelecer comparações. Como leigo, a impressão que tenho é que existe aqui toda uma força, tanto tecnológica como humana para ser explorada finaliza Ayrton Senna". 


O campeão veio à Empresa em seu helicóptero particular e sua visita se encerrou às 17 horas. Durante todo o trajeto distribuiu vários autógrafos e na despedida foi surpreendido por um grande número de funcionários, que aguardavam uma chance de conhecer de perto esse ídolo.

Na demonstração da máquina de jato d'água, Giovani Rogério de Morais ofereceu ao piloto a letra "S" esculpida em placa de fibra de vidro. Como retribuição, uma foto histórica 
Foto: D. S. Shiboto 


O campeão em outros ângulos 

Ayrton e a Fórmula 1 

"A gente está no compasso de espera. Só nos próximos dias é que teremos um plano, uma definição. Quanto a mim, corro porque gosto, e espero que todos os problemas se solucionem". 

Suzanne Carvalho, a campeã na F3 

"Já existiram outras mulheres no automobilismo. As mulheres são minoria nesse esporte, mas diante de todas as dificuldades e barreiras, penso que quem consegue chegar lá tem um valor especial". 

A Política no Brasil 

"Eu não sou político, nem líder empresarial, sou piloto de corridas. Sobre esse assunto, a gente aprende no dia a dia que quando as coisas vão bem, trabalhando, a gente melhora. Porém, quando as coisas vão mal, só trabalhando muito é que se melhora a situação". 

Ainda sobre política... 

"Política é a base da corrupção. Política é a desgraça do mundo!" 

O Natal e o Ano Novo do campeão 

"Na praia, com a minha família!" 








FONTE PESQUISADA 


BANDEIRANTE-Tricampeão Ayrton Senna conhece Embraer. Bandeirante, 18 a 24 Dezembro de 1992, ano 23, nº 559, Edição Semanal, página 9.

Audiobook em MP3 do Livro Caminho das Borboletas de Adriane Galisteu (Download / Baixar)


O Audiobook Caminho das Borboletas. Agora você poderá ouvir a linda história de amor de Ayrton Senna e Adriane Galisteu narrada pela própria Adriane. 

Toda a paixão do livro que conquistou o público com mais de 500 mil cópias vendidas no Brasil, agora narrada pela própria Adriane numa conversa íntima, sincera e comovente. Profundo de emoções, o Talk Book "Caminho das Borboletas" é mais do que uma recordação. É um gesto de homenagem. 

Talkbook foi lançado em 1995. 


BAIXEM!







segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

Falta de Humanidade



“Não, eu acho um absurdo (...) eu acho que a família dele agiu (...) com uma falta de humanidade. Pelo amor de Deus, a mulher estava com ele (...) no enterro dele eles proibiram ela, tiraram ela e botaram a Xuxa.. Ridículo (...) foram muito frios (...) Depois já começaram a dividir os bens dele, não sei, sabe? (...) quem que é ela a Adriane Galisteu? Ela, não sei (...) Por um lado eu acho que ele gostava dela. Eu achei um absurdo tirarem todo o direito dela (...) Eu acho que, bá, acho que nada a ver, sabe? A mulher estava com ele (...) Se era para ter uma viúva, a viúva era ela, não a Xuxa. Achei nada a ver aquilo ali.” 

"Galisteu e Xuxa dividem a posição de viúvas, a primeira oficial enquanto Xuxa fica na informalidade por conta de uma atenção dada a mais a ela e a menos a Galisteu pela família Senna, durante o velório do piloto, conforme divulgado pela imprensa."



FONTE PESQUISADA

BERNARDO, A.A., 1998. Efeito Tamburello: um estudo antropológico sobre as imagens de Ayrton Senna. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis. Santa Catarina. Brasil.

Fórmula 1 de Ayrton Senna vai a Leilão e Deve Bater Recorde de Venda

19 de fevereiro de 2018
WEB LUXO - webluxo.com.br

O carro da lenda da corrida que conquistou o Grande Prêmio Mônaco de 1993 deve ter recorde de venda.


O magnífico piloto brasileiro de Fórmula 1, Ayrton Senna, mantém um status semelhante a um rei entre os fãs do esporte, ainda mais quando o carro de F1 que foi dirigido por Senna for a leilão – um evento que será imperdível.

Em 11 de maio próximo em Mônaco, a Bonhams oferecerá a McLaren-Ford MP4 / 8A de 1993 onde Senna chegou à vitória no Grande Prêmio de Mônaco daquele ano. Mark Osborne, chefe global de automobilismo para a Bonhams, não deu uma estimativa de preço do carro, dizendo apenas que “esperamos que o carro obtenha uma quantia considerável de sete dígitos”. O jornal de Londres, o Telegrap h, no entanto, relatou que ele poderia ser vendido por cerca de US $ 6,1 milhões (R$ 15,5 milhões).


Embora não seja o primeiro carro de corrida dirigido por Senna a vencer um leilão, será o primeiro de uma McLaren. Senna ganhou o campeonato mundial da F1 três vezes, sempre com a McLaren. Menos de um ano após a vitória em Mônaco, ele morreu em um acidente durante o Grande Prêmio de São Marino de 1994. Ele tinha apenas 34 anos.

Acrescentar ao já forte apelo do carro de corrida, é uma doce coincidência. Senna ganhou o seu sexto Prêmio em Mônaco com este carro.


“Qualquer carro vencedor do Grande Prêmio é importante, mas ter a combinação majestosa de Senna e Mônaco é realmente um privilégio muito raro”, diz Osborne. “Senna e Mônaco estão historicamente entrelaçados, e este carro representa o culminar de suas conquistas na trilha do Monegasque.


Este é um dos carros do grande prêmio mais importantes que já surgiram em leilões. Certamente é o carro mais importante do Grand Prix que será oferecido desde o leilão da Mercedes-Benz W196R de Fangio, que foi vendido com valor recorde.


Osborne está convencido de que a máquina tornará a história mais uma vez. “Este carro irá definir o recorde mundial do carro de Ayrton Senna em leilão”, diz ele. A McLaren-Ford continua em pleno funcionamento. “Em teoria, o comprador poderia estar correndo imediatamente após o recebimento dos fundos liberados após o leilão”, diz ele. “Todos os sistemas estão preparados e funcionando”.


O carro de corrida de Senna esteve em exibição durante o leilão Bonhams no Grand Palais em Paris, de 6 a 8 de fevereiro.





FONTE PESQUISADA

WEB LUXO - Fórmula 1 de Ayrton Senna vai a leilão e deve bater recorde de venda. Disponível em: <https://webluxo.com.br/home/motores/formula-1-ayrton-senna-leilao-em-monaco/>. Acesso em: 19 de fevereiro 2018.

19 de fevereiro: Dia do Esportista - February 19th: Sportsman’s Day in Brazil




Ayrton Senna Participa do Autosport Awards 1991 (EM CONSTRUÇÃO)

Autosport Awards 1991
Ayrton Senna recebe o prêmio International Racing Driver of the Year de Murray Walker


1991 Autosport Awards
Ayrton Senna receives the International Racing Driver of the Year award from Murray Walker


Ayrton Senna recebe o prêmio de Murray Walker
Imagens: LAT
Tomada em: 01/12/1991
Série: geral
Evento: Autosport Awards
Cerimônia de premiação do sub-evento


Ayrton Senna receives his award from Murray Walker
Photographer: LAT Images
Taken: 1991-12-01
Series: General
Event: Autosport Awards
Sub-event: Award ceremony
Drivers: Ayrton Senna


*******************


Ayrton Senna assinou a revista Autosport

Ayrton Senna só participou do Autosport Awards uma vez, em 1991, organizado por Peter Foubister, então editor da Autosport Magazine, do qual esses itens raros vem.

O então campeão mundial reinante recebeu uma espantosa ovação quando subiu ao palco do Grosvenor House Hotel de Londres na frente de 800 membros da elite do automobilismo e foi entrevistado por outra lenda da F1 - Murray Walker acompanhado por seu amigo Stirling Moss.

Autógrafo de Ayrton Senna com data, bem como de Sir Stirling.


Ayrton Senna signed Autosport Magazine

Ayrton Senna only attended the Autosport Awards once, in 1991, organised by Peter Foubister the then editor of Autosport Magazine, from which this rare items comes.

The then reigning world champion received a terrific ovation as he took to the stage of London's Grosvenor House Hotel in front of 800 members of the motorsport elite and was interviewed by another F1 legend - Murray Walker accompanied by his friend Stirling Moss.

Hand signed by Aryton and dated, as well as by Sir Stirling.


*******************



Alemão

Ayrton Senna mit Murray Walker und Stirling Moss
Bildquelle     LAT Images
belegt 1991-12-01
Rennserien    ALLGEMEINES
Veranstaltung           Autosport Awards
Unterveranstaltung Preisverleihung
Fahrer            Ayrton Senna

Italiano 

Ayrton Senna riceve il premio da Murray Walker
Fotografo      LAT Images
Preso  1991-12-01
Campionati   Speciale
Evento           Autosport Awards
Sub-evento   Award ceremony
Piloti  Ayrton Senna

Espanhol

Ayrton Senna recibe su premio de manos de Murray Walker
Fotógrafo      LAT Images
Tomado         1991-12-01
Series General
Evento           Premios Autosport
Sub-evento   Ceremonia de premios

Holandês

Ayrton Senna krijgt de award van Murray Walker
Fotograaf       LAT Images
Gemaakt        1991-12-01
Raceklassen  Algemeen
Evenement    Autosport Awards
Subevenement         Prijsuitreiking
Coureurs       Ayrton Senna

Turco

Ayrton Senna ödülünü Murray Walker'dan alıyor
Fotoğrafçı     LAT Images
Tarih  1991-12-01
Seriler            GENEL
Etkinlik         Autosport Ödülleri
Alt etkinlik   Ödül töreni
Pilotlar           Ayrton Senna
Pilotos           Ayrton Senna


*******************

FONTES PESQUISADAS

THESIGNATURESTORE - Ayrton Senna signed Autosport Magazine. Disponível em: < http://www.thesignaturestore.co.uk/shop/4566396525/ayrton-senna-signed-autosport-magazine/11272810>. Acesso em: 19 de fevereiro 2018.

LAT IMAGES TWITTER - 1991 Autosport Awards. Disponível em: <https://twitter.com/latimages/status/936245720734162945>. Acesso em: 19 de fevereiro 2018.

MOTORSPORT.COM - Ayrton Senna receives his award from Murray Walker. Disponível em: <https://www.motorsport.com/general/photo/main-gallery/ayrton-senna-receives-his-award-from-murray-walker-15503719/>. Acesso em: 19 de fevereiro 2018.



domingo, 18 de fevereiro de 2018

Adriane Galisteu lamenta o fim das grid girls: "Se não fosse aquele dia, eu não teria uma história para contar!"

Apresentadora fala sobre a extinção na F1 das famosas grid girls, as modelos no grid de largada da competição; foi assim que ela conheceu o piloto Ayrton Senna

KEILA JIMENEZ 18/02/2018 - 09H42 (ATUALIZADO EM 18/02/2018 - 09H57)
R7 - KTV - diversao.r7.com

Adriane Galisteu conheceu Ayrton Senna como grid girl em 1993, no GP Brasil de F1
Divulgação

A Fórmula 1 oficializou no início do mês uma decisão polêmica: resolveu acabar com as grid girls, modelos que ficam em torno dos carros do grid, com guarda-sol e como apoio para os pilotos antes das largadas dos GPs.

A Liberty Media, que desde 2016 é a dona da categoria, justifica o fim das grid girls aos novos tempos, em que a mulher já não aceita mais ser tratada como objeto.

Para substituir as grid girls, a Liberty quer colocar celebridades ou até crianças na pista. As belas das pistas estão revoltadas.

Categoria que surgiu nos anos 1970, as grid girls cresceram e viraram uma marca. As mais famosas possuem contratos publicitários, seguidores e viajam pelo mundo com a F1. Quer dizer, viajavam.

Estão todas revoltadas com a decisão, protestando para todos os lados. E andam ganhando o apoio de muitas pessoas, entre elas, Adriane Galisteu, nossa 'grid girl' mais célebre.

Após muitos testes com outras modelos, Adriane Galisteu conta que conseguiu uma vaga de grid girl no GP Brasil de 1993. Nesse único dia na função conheceu, e depois começou a namorar o campeão Ayrton Senna.

Senna se foi, mas Adriane tinha muita corrida pela frente ainda. Lançou livro, tornou-se uma celebridade e conquistou espaço como apresentadora. Hoje atua no rádio, na TV e na internet.

Ao KTV, Adriane conta que ficou chateada ao saber dessa decisão da F1.

"Acho uma pena que as meninas não estarão mais no grid de largada. Eu tenho uma história e se não fosse esse dia, esse trabalho, eu vivendo uma vida de grid girl, eu não teria uma história para contar hoje", conta ela."Eu conheci o Ayrton (Senna) assim. Foi um trabalho que eu fiz após alguns testes, não foi fácil. Não foi assim: 'chama ela que é bonitinha!'", continua. "Não consigo entender o motivo claro para tirar as mulheres dali."

Ayrton Senna e Adriane Galisteu ficaram juntos até a morte trágica do piloto, em 1994
Reprodução

Regras

Adriane diz que as grid girls respeitam as regras, não estão seminuas nas pistas, nem estão ali com uma conotação sexual.

"Tive a oportunidade de exercer essa função uma única vez na vida, mas conheci meninas que viviam desse trabalho, de corrida em corrida. A vida delas não é um mar de rosas, e também não tem uma conotação sexual. É única e exclusivamente um trabalho", explica Adriane. "São meninas bonitas, trabalhando e ganhando o dinheiro honesto delas."

Para Adriane, num mundo com tantos problemas é estranho se mobilizarem para extinguir uma categoria de modelos na F1.

Empoderamento

Para a apresentadora, a decisão não tem a ver com o lance de tratar a mulher como objeto, pois a mulher tem o poder de decidir onde quer estar, onde quer trabalhar e ter essa liberdade.

"Até tentei pensar: será que é o momento das mulheres, do empoderamento e tal? Não, não é. Não tem nada a ver. Aí sim que as mulheres deveriam estar neste lugar como em outros tantos", diz Galisteu.

"Sou contra, não entendo, fiquei triste, acho uma pena. Eu mesma estava ali ganhando o meu dinheiro honestamente como outras. Tem umas grid girls famosas no mundo inteiro e eu estou acompanhando. Elas estão bem chateadas e com toda razão."




FONTE PESQUISADA

JIMENEZ, Keila. Adriane Galisteu lamenta o fim das grid girls: "Se não fosse aquele dia, eu não teria uma história para contar!". Disponível em: <https://diversao.r7.com/prisma/keila-jimenez/adriane-galisteu-lamenta-o-fim-das-grid-girls-se-nao-fosse-aquele-dia-eu-nao-teria-uma-historia-para-contar-18022018>. Acesso em: 18 de fevereiro 2018.